Atividades

 

Em 1994 retornou ao Brasil e desde então se dedica na implantação destas práticas nas terras brasileiras, realizando atividades voltadas ao corpo sensível e a relação com a criação cênica, literária, caligrafia sho e cerâmica.

 

 

Principais performances

Quando todas as folhas caem obra fugaku

 

Rio adentro obra fugaku

 

Iki – Respiração obra fugaku

 

Tabibito – Viajante obras fugaku

 

Velho lago obra fugaku     

 

Michi yuku tsuki – Caminho da lua

obra fugaku

 

Lua nova obra fugaku

 

Moc ka do performance fugaku

 

Jardim de brisa performance de dança com sonoridades

 

 

1/13

Colaboração em projetos cênicos

 

Introdução ao corpo sensível no projeto Oe com Eduardo Okamoto, contemplado com o prêmio Funarte de Teatro Myrian Muniz em 2014

 

Introdução ao corpo sensível no projeto com a Companhia Eliana Santana 2, contemplado no XIII Programa Municipal de Fomento à Dança na cidade de São Paulo em 2013

 

Orientação corporal e cênica em Daqui prali com Viviane Madureira, contemplado com o prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna e Funcultura de Pernambuco em 2009

 

Direção geral em Cacos de louça – acaso quebrada com Jussara Miller em 2001

 

Direção geral em Quase mudo com Jussara Miller e Marinês Calori em 1992

 

Direção geral em Declaro ação com Jussara Miller de 1990 à 1992

 

Orientação corporal em Queixa com direção geral do percussionista  João Dalgalarrondo em 1990

 

 

Publicação

 

Quando todas as folhas caem livro de haicai, contemplado no edital de Primeira Publicação de Livro – proac 2011, editado pelo núcleo Fu Bu Myo In em 2012 e publicado pela Escrituras Editora em 2013

 

Pulso participou do livro de poesias publicado pela Massao Ohno Editora em 1981

 

 

Exposição

 

Aprendiz de cerâmica do mestre Kenjiro Ikoma, participou da III Exposição de Arte Craft na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa em 2009

 

 

 

 

 

 

IMG_8152.JPG
Ciça Ohno

Maria Cecília Ohno, brasileira, de ascendência japonesa, nascida em São Paulo em 1966, artista no corpo –performance, haicai, caligrafia sho, cerâmica – orientadora corporal e cênica, mestre em artes com a dissertação A arte no corpo em 2007, graduada em artes corporais com o solo Afinal uma mulher em 1990 na Universidade Estadual de Campinas – Unicamp e coordenadora da Casa do Vento que abriga o projeto Jardim dos Ventos

 

 

 

 

 

Formação

 

Desde a infância sua formação abrange vários campos de arte. Estudou ballet clássico, violão popular e clássico, piano clássico, desenho,  cerâmica,  sapateado, jazz, dança moderna, afro e teatro no método stanislavisky. Participou do Coro, coral cênico do Colégio Santa Cruz. A poesia foi escolhida como expressão literária.

 

Após a graduação em artes corporais, residiu no Japão durante três anos onde estudou butoh com Kazuo Ohno e seu filho Yoshito, noh com Osamu Kobayakawa da Tessenkai Escola Kanze, seitai-ho e do-ho com Masanori Sasaki e Toshi Tanaka, fundamentando seu caminho de vida e arte. Participou dos encontros com artistas japoneses no Parque Inogashira. Iniciou-se na prática do zen – zazen. Trabalhou como modelo vivo em escolas de arte e realizou workshops de desenho e dança.

 

 Sobre a solidão dos objetos performance de dança com a Cia Três Pontos – Ciça Ohno, Cristina Salmistraro e Wellignton Duarte – realizada no III Festival Nacional Curta de Dança em Sorocaba e no evento Leitura do Corpo Japonês no Sesc Pompéia em 1999

 

Kazaori – O vento que tece obra fugaku

 

Conferência dos sapos com a coreografia Sombras de um homem dança-teatro com Andréa Egydio, Ciça Ohno e sonoridades de Toshi Tanaka apresentada no evento O Feminino na Dança no Centro Cultural São Paulo e Estúdio Nova Dança em 1996

                            

Afinal uma mulher solo livremente inspirado na peça Afinal uma mulher de negócios de Fassbinder, direção de Anderson do Lago Leite e Graziela Rodrigues apresentado na Unicamp em 1990 e no Teatro Ruth Escobar em 1991 

Cursos regulares e oficinas

 

Introdução ao corpo sensível cursos regulares na Ocariri Cariris em 2016, no Estúdio Laban em 2017, no CRD em 2018, na Casa do Vento em 2019 e online desde 2020 

Corpo sensível e o haicai residência online no projeto Quando todas as folhas caem em 2020 e no projeto Do céu ultramarino em 2021

 

Corpo de barro oficina no projeto Corpo de Vento na Casa do Sertanista em 2016

 

Introdução ao corpo sensível oficina no projeto Corpo de Vento na SP Escola de Teatro em 2015. Curso online no projeto Quando todas as folhas caem em 2020 e no projeto Do céu ultramarino em 2021

 

Corpo de vento oficina no espaço Canto das Ondas em Brasília em 2015

 

Do-ho curso regular na Sala Crisantempo em 2013

 

Introdução ao corpo sensível curso de extensão pela Unifesp em 2012

 

Corpo seitai e a palavra oficina com o grupo Teatro do Instante em Brasília em 2011

 

Orientação de gestantes na Casa do Vento desde 2001

 

Seitai-ho curso regular na Casa do Vento em 2008

 

Do-ho oficina para professores e alunos da UNB em Brasilia em 2006

 

Clube de katsugen undo prática de seitai-ho em 1999 e na Casa do Vento até 2003

 

Espelhos curso regular para adolescentes de 1995 à 1998

 

Clubinho atividade interdisciplinar para crianças de 1994 à 1996